02/06/2023

    Dia Mundial da Bicicleta: Monte Verde (MG) celebra a data com diversos atrativos para o cicloturismo

    Dia Mundial da Bicicleta Distrito de Camanducaia tem opções de passeios guiados em meio a natureza exuberante e resort que oferece bikes aos hóspedes que quiserem pedalar. O Dia Mundial da Bicicleta será...

    Dia Mundial da Bicicleta: Monte Verde (MG) celebra a data com diversos atrativos para o cicloturismo

    Dia Mundial da Bicicleta

    Distrito de Camanducaia tem opções de passeios guiados em meio a natureza exuberante e resort que oferece bikes aos hóspedes que quiserem pedalar.

    O Dia Mundial da Bicicleta será comemorado neste sábado (3) e Monte Verde (MG) tem motivos de sobra para celebrar a data. Consolidado como uma das principais rotas do cicloturismo no Sul de Minas, o distrito de Camanducaia oferece bons atrativos para quem pretende curtir o final de semana pedalando. Além de possuir natureza exuberante na Serra da Mantiqueira, cujos encantos podem ser apreciados de forma mais plena em um rolê movido por duas rodas, o tradicional destino turístico mineiro conta com opções de passeios guiados e tem até um resort que disponibiliza bicicletas para os hóspedes que quiserem dar uma voltinha dentro ou fora do local.

    Roots Resort disponibiliza bicicletas para passeios aos clientes que se hospedam no estabelecimento (Foto: divulgação/Roots Resort)

    O vilarejo se tornou um destino concorrido para a prática do mountain bike nos últimos anos e, com diversas trilhas, passou a integrar o Circuito Serras Verdes de Cicloturismo, criado para conectar, por meio do pedal, 20 municípios da região em percursos com belíssimos campos, vales e matas. Assim, Monte Verde começou a receber muitos ciclistas em meio a uma febre que virou a prática desse esporte durante a pandemia da Covid-19.

    Os dados da indústria de bicicletas no Brasil confirmam esse crescimento. Apenas no primeiro quadrimestre de 2022, foram produzidas 230.689 unidades em linhas de montagem de fábricas instaladas no Polo Industrial de Manaus (PIM), segundo dados da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo). 

    O número total de bikes fabricadas por essas empresas associadas à Abraciclo caiu para 174.365 neste mesmo período inicialde quatro meses em 2023,uma redução de 24,4%, de acordo com recente levantamento da entidade. Porém, a desaceleração dessa indústria não reduziu a paixão pelo pedal no distrito de Camanducaia, que continua sendo visitada por um grande número de ciclistas.

    O fato é destacado por Paulo Rodrigues, diretor da MOVE (Agência de Desenvolvimento de Monte Verde e Região) e CEO do Roots Resort, que disponibiliza bicicletas como uma cortesia para quem se hospeda no seu estabelecimento, localizado em uma área de mais de 60 mil m² cercada por muita natureza. E os clientes podem escolher entre pedalar apenas dentro do amplo espaço do hotel ou sair para percorrer outros caminhos no distrito. Mais informações pelos telefones: (35) 3438-1844 e (35) 99985-6513 (WhatsApp).

    “Nos últimos anos, é nítido que Monte Verde se tornou um verdadeiro paraíso para os amantes do ciclismo. Não é para menos: com suas paisagens deslumbrantes e trilhas desafiadoras, conquistando de vez os praticantes. No Roots Resort, a ideia já foi implementada há algum tempo e, com muito orgulho, as bicicletas fazem parte da experiência dos nossos hóspedes para explorarem Monte Verde de forma divertida e eco-friendly. Para quem é fã do pedal, é mandatório ter Monte Verde em sua lista de destinos”, ressalta Rodrigues.

    Foto: divulgação/Nossa Viagem Turismo

    Passeios guiados oferecem até piquenique

    Uma outra boa opção para quem pretende pedalar com segurança e atravessar lindas paisagens no destino mineiro é oferecida pela Nossa Viagem Turismo, uma das 53 agências de passeios associadas à MOVE. A empresa disponibiliza dois tipos de rolês guiados, sendo um deles para iniciantes, que tem percurso de 10 km e não conta com subidas, sendo ideal para ser feito em família. Realizado com reserva antecipada ao preço de R$ 300 por pessoa, dá direito ao aluguel da bicicleta, de um par de luvas e do capacete, além do retorno ao local de partida com transporte em veículo de tração 4×4.

    Já uma segunda modalidade do passeio promovido pela Nossa Viagem Turismo, que pode ser reservado ao custo de R$ 400 por ciclista, é de nível intermediário e traça uma rota de 25 km, com trechos mais desafiadores e término em um vilarejo próximo a Monte Verde. E a agência oferece também a alternativa aos clientes da contratação de um piquenique completo, que é cobrado à parte pelo valor de R$ 150, contendo cesta, toalha, água, isotônico, frutas e produtos locais da região da Serra da Mantiqueira, como pães caseiros, geleias e tábua de frios. Reservas para os passeios podem ser feitas pelo WhatsApp: (35) 99898-5359.

    Siliano brilha como ciclista de Monte Verde

    E se por um lado Monte Verde está consolidada como uma rota do cicloturismo em Minas, o ciclista Siliano de Souza, atleta do distrito que é patrocinado pela MOVE desde 2021, continua colecionando bons resultados em uma das modalidades do mountain bike brasileiro. No final de semana dos dias 27 e 28 de maio, ele foi o vencedor da categoria elite da Liga Brasileira de Downhill, em Águas de Lindóia (SP), e ao terminar a prova com o tempo de 1min38s21 estabeleceu o recorde dessa pista pelo segundo ano consecutivo.

    Siliano de Souza durante vitória na última etapa da Liga de Downhill (Foto: Divulgação/Arquivo pessoal)

    Nesta temporada, Siliano subiu ao pódio das cinco primeiras etapas da competição. Antes do triunfo em maio, ganhou as disputas iniciais de 2023 da categoria elite, em Mairiporã (SP) e depois em Caxambu (MG), para em seguida acumular dois segundos lugares nas corridas em Socorro, novamente no estado de São Paulo, e no município mineiro de Bueno Brandão (MG). Com esse desempenho, o atleta lidera atualmente os rankings brasileiro e paulista da Liga de Downhill. E ele exalta a importância do patrocínio da MOVE para a continuidade de sua carreira, na qual terá como próximo maior desafio o Campeonato Brasileiro de Downhill, nos dias 15 e 16 de julho, em Pomerode (SC). “Se não fosse a MOVE, eu não poderia estar competindo”, ressalta o ciclista, que indica o distrito para quem quer pedalar: “Praticamente todos os roteiros que são feitos por jipe ou moto podem ser feitos de bike. E na bicicleta você tem liberdade para aproveitar mais a paisagem, pois é possível parar mais e tirar mais fotos”, destaca.


    Sobre a MOVE

    Entidade associativa, apartidária e sem fins lucrativos, a MOVE (Agência de Desenvolvimento de Monte Verde e Região) foi criada no início de 2020 para promover o desenvolvimento econômico sustentável e ético do distrito de Monte Verde, polo turístico que pertence ao município de Camanducaia (MG), tornando-se referência no país. A agência atua com o objetivo de fortalecer e dar voz ao empresariado, a fim de potencializar a vocação turística local sob os seguintes escopos: hotelaria, comércio, receptivos, alimentação, ambiental, social, industrial, esportivo, artístico e cultural. Tem, ainda, como valores, a participação da sociedade na tomada das decisões e o cuidado e a valorização da paisagem e da cultura local. Atualmente, com mais de 160 associados, a MOVE apoia e oferece auxílio estratégico a empresas, ao poder público e à comunidade para o enfrentamento de desafios comuns; identifica, fomenta e divulga oportunidades de investimentos; promove novos negócios e parcerias; apoia, produz e viabiliza eventos turísticos na região; e promove turismo diversificado e economia de alternativas para negócios sustentáveis.

    Isenção de Responsabilidade & Aviso Legal

    As opiniões expressas neste artigo são de responsabilidade do autor e não refletem necessariamente a política editorial do site. Nós apenas agregamos o conteúdo, caso tenha interesse em remover, entre em contato conosco.